terça-feira, 18 de setembro de 2012

Cultura vinculada ao território em pauta

Diálogos Extensionistas debateu a cultura e o território, em preparação para a Jornada de Extensão do Mercosul

Foto: Caroline Simor
Acadêmicos e comunidade participaram do colóquio Diálogos Extensionistas sobre Cultura e Território
A Universidade de Passo Fundo (UPF), por meio da Vice-reitoria de Extensão e Assuntos Comunitários, está se preparando para sediar a II Jornada de Extensão do Mercosul. Para isso, comunidade acadêmica e demais interessados têm participado de encontros para debater diversos temas e refletir sobre a temática do evento, que vai abordar as Redes e Territórios. Nesta terça-feira (18/09), professores e acadêmicos dos cursos de História, Artes Visuais e Arquitetura e Urbanismo, participaram da quinta edição do colóquio Diálogos Extensionistas, realizado na Academia Passo-fundense de Letras. O tema nesta edição foi Cultura e Territórios.

A ideia dos encontros é reunir a comunidade para debater temas transversais, em diferentes perspectivas, atendendo às diversas áreas que vão estar em pauta na Jornada, a partir da ótica extensionista da UPF. Na opinião do coordenador da Divisão de Extensão, professor Márcio Tascheto, são necessários momentos como este, para que a cultura seja pensada de forma prática. “O tema acompanha um processo de discussão de como pensamos o lugar por vários olhares, e qual o papel da Universidade neste processo de construção de uma concepção de território, de uma prática extensionistas afeita e vinculada com o lugar, nas suas mais diferentes dimensões, nas demandas sociais, especialmente da educação, da saúde, e também no sentido de promover encontro de ideias”, destacou.

Para a professora Ironita Machado, coordenadora do curso de História, o objetivo do encontro foi refletir sobre o conceito de cultura, memória e território, para que seja possível levantar questões pertinentes à pesquisa, ensino e atividades culturais, que vão contribuir para os debates da Jornada. “É muito importante discutirmos o assunto, pois temos questões que são anteriores, inclusive a essa noção de pertença a algum lugar, que é a própria diferenciação dos conceitos: o que é uma memória, o que é tradição, o que história? São pontos diferentes e que às vezes são tratados como sendo iguais. É importante distinguirmos isto para que não tornemos singular aquilo que é plural”, observou.

O representante da Secretaria de Desporto e Cultura de Passo Fundo Paulo Dutra esteve presente na mesa de debates. De acordo com ele, o município precisa de espaços para discutir o que faz parte da sua cultura, para que o que existe seja valorizado e compreendido. “A cultura de Passo Fundo tem um apoio e suporte significativo do governo municipal, mas precisa se organizar mais no que diz respeito ao âmbito estadual e federal. Existem muitas coisas que aconteceram que a grande parte da comunidade não conhece, e espaços como esse, reforçam a iniciativa de resgate que precisa ser realizada urgentemente”, ressaltou.
A professora Ana Paula Wickert, do curso de Arquitetura e Urbanismo da UPF, também participou da mesa, abordando as questões relativas ao Patrimônio. Estiveram presentes ainda as professoras Mariane Loch Sbeghen e Marilise Lech.

Este foi o último encontro em preparação à Jornada que acontece nos dias 04 e 05 de outubro, no Centro de Eventos, Campus I da UPF. As inscrições podem ser feitas até a data de início pelo site www.upf.br/jornadadeextensao.


Nenhum comentário: