sexta-feira, 12 de outubro de 2012

12 de outubro de 1968: 1.240 presos no Congresso de Ibiúna

12/10/2012 - 00:00 | Enviado por: Lucyanne Mano

Cento e cinquenta soldados da Força Pública paulista, auxiliados por agentes do DOPS, surpreenderam, as 7h45 da manhã de um sábado, os participantes do 30º Congresso da extinta UNE, que estavam reunidos no Sítio Soares, em Ibiúna, cidade do interior de São Paulo, com então 5 mil habitantes, distante uma hora e meia da capital, e prenderam 1.240 estudantes (940 homens e 300 moças).

Cercados, os estudantes não ofereceram resistência, sendo conduzidos para a capital paulista em seis camionetas, cinco caminhões e oito ônibus. José Dirceu (presidente da ex-UEE paulista), Luis Travassos (presidente da ex-UNE) e Antônio Guilherme Ribas (presidente da ex-UPES) foram transportados isoladamente. Os líderes estudantis estavam com prisão preventiva decretada, finalmente executada depois de muitas vezes terem enganado a polícia e seguiram para depoimento no DOPS. Os demais estudantes foram para a Casa de Detenção da Avenida Tiradentes. Somente quando lá chegaram os policiais reconheceram Vladimir Palmeira (presidente da ex-UME), que numa tentativa de fugir do grupo, chegou a correr pela rua, mas acabou mobilizado e encaminhado para reunir-se aos demais líderes no DOPS.


Para continuar lendo clique aqui.
Fonte: JBlog

Nenhum comentário: