terça-feira, 13 de novembro de 2012

Brasil e Alemanha asseguram vaga no Conselho de Direitos Humanos da ONU


Em votação acirrada, a Alemanha conquistou uma vitória importante na Assembleia Geral da ONU e irá representar os países ocidentais no Conselho de Direitos Humanos. O Brasil também garantiu sua vaga.
Após grande expectativa, a Alemanha garantiu um assento no Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas. Os 193 países que compõem a Assembleia Geral da ONU escolheram nesta segunda-feira (12/11), em uma votação bastante disputada, os três novos representantes dos países ocidentais.
Além da Alemanha, que recebeu 127 votos, os Estados Unidos e a Irlanda também farão parte do Conselho, composto por 47 nações. Os norte-americanos receberam 131 votos, e a Irlanda, 124 indicações.
Grécia e Suécia também competiram, sem sucesso, por um assento no bloco dos países ocidentais. A derrota dos gregos já era esperada, mas para os suecos, que têm grande tradição na defesa dos direitos humanos, o revés na votação acabou deixando um gosto amargo.
Os países-membros da Assembleia Geral da ONU também elegeram Brasil, Argentina e Venezuela, que disputaram sem concorrentes. Da mesma forma, foram escolhidos a Costa do Marfim, Etiópia, Gabão, Quênia e Serra Leoa pelo bloco africano. Japão, Cazaquistão, Coreia do Sul e Emirados Árabes Unidos irão representar a região da Ásia e Pacífico, enquanto Estônia e Montenegro constituem o bloco do Leste Europeu.
O Conselho é formado por um total de 47 países. Os mandatos dos países vencedores, com duração de três anos, se inicia em 1º de janeiro de 2013, em substituição a 18 países que irão ceder suas vagas no Conselho.
RC/rtr/dpa/dfp
Revisão: Francis França

DW.DE

Nenhum comentário: