domingo, 30 de dezembro de 2012

Acabou 2012…


Em série de artigos, equipe da RHBN comenta fatos marcantes do ano. Das mudanças na política brasileira, passando pela restauração do Jesus de Borja e chegando à descoberta da ‘partícula de Deus’, 2012 deu no que falar

30/12/2012
Restauração de Jesus, feita por Cecília Giménez
Restauração de Jesus, feita por Cecília Giménez
O primeiro artigo que abre as portas do passado é escrito pelo pesquisador Rodrigo Elias. Ao recapitular alguns fatos ocorridos no Brasil, lamenta a morte de Wando, que teria selado o fim do amor em um ano que terminou apesar do mundo continuar girando...
Em Elas no comando, mas de quê?a historiadora Nashla Dahás parte da cena política atual da América do Sul para refletir sobre as representações sociais da mulher ao longo do século XX. De 1968 à Marcha das Vadias, o que está em jogo?
Já A arte e o legado de Cecília de Borja, escrito por Gabriela Nogueira Cunha, o fenômeno da internet, ‘Trol de Borja’ganha destaque. Para a autora, a lambança feita por Cecília Giménez em uma pintura sacra do século XIX, na Espanha, abre portas para que se fale mais sobre os processos de restauração de obra de arte em museus do Brasil e do mundo.
A Conferência da ONU sobre Desenvolvimento Sustentável,Rio+20, também deu no que falar. O Rio de Janeiro ficou cheio de ativistas e defensores do meio ambiente e direitos humanos durante julho, mas o documento redigido pelas autoridades mundiais ao fim do encontro só postergou decisões importantes. Isso é o que lembra o jornalista Lorenzo Aldé, em Muito barulho por (quase) nada.
Falando em grandes eventos, as Olimpíadas de Londres, ao contrário da Rio+20, foram um sucesso. Diante de todo o pessimismo inglês para possíveis problemas, como caos nos transportes e ataques terroristas, os Jogos ocorreram às mil maravilhas. É o que conta o jornalista Ronaldo Pelli – que, aliás, estava em Londres durante a competição - em A nação unida pelas Olimpíadas.
Voltando à política e à Justiça, a pesquisadora Carolina Ferro comenta a posse de Joaquim Barbosa na presidência do Supremo Tribunal Federal, em Black Power.
O historiador Marcello Scarrone preferiu relembrar uma descoberta fundamental para a ciência, em 2012. A Partícula de Deus. Em junho, um experimento realizado na Suíça comprovou a existência do bóson de Higgs, o componente que teria dado origem a todos os outros da natureza. 
O artigo Duas últimas jornadas, de Angélica Barros, fala sobre perdas que o mundo sofreu em 2012. Neil Armstrong, o viajante do espaço, se foi junto com o historiador Eric Hobsbawm, por sua vez, um viajante do tempo.

Nenhum comentário: