quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

Pibid/UPF realiza seminário sobre o trabalho realizado nas escolas

Foto: Laíssa F. Barbieri
Acadêmicos de licenciatura expõem relatos sobre trabalho realizado com o Pibid
A Universidade de Passo Fundo (UPF) realizou nesta semana o 4º Seminário Institucional do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (Pibid). Durante toda a terça-feira, dia 04, bolsistas do programa e docentes tiveram a chance de compartilhar as experiências vividas nos diferentes espaços de atuação.

Com o objetivo de promover a interação e a troca de saberes, a programação do evento, que ocorreu na Faculdade de Direito, contou com atividades para estimular os convidados a expor suas ideias. Pela manhã, representantes das cinco áreas mais antigas do Pibid - Letras, Pedagogia, Matemática, Química e Física – apresentaram os resultados obtidos nos dois anos de trabalho. À tarde, os alunos e professores das demais áreas de conhecimento que também fazem parte do projeto, puderam relatar em rodas de conversa o que já foi vivenciado.

Segundo a coordenadora do Pibid, Marlete Diedrich, a atividade favoreceu a interação. “Por meio de uma perspectiva sócio-construtivista, nós acreditamos que esse processo do seminário possibilita o crescimento de todos os envolvidos”, relata.  A oportunidade de conhecer o trabalho das diferentes áreas é destacada por Edugas Lourenço Costa, acadêmico do 7º semestre do curso de Pedagogia da UPF.  “A importância do evento se dá pelo fato de por em discussão assuntos pertinentes ao cotidiano escolar”, pontua

Ao final das discussões nas rodas de conversa, cada grupo sistematizou seus pensamentos em textos que serão publicados no portal do Pibid: www.upf.br/pibid.

Pibid
O Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência é um convênio entre Capes e UPF no qual, estudantes dos cursos de licenciatura têm a chance de desenvolver atividades relacionadas à docência em escolas. Aproximando-se das instituições de ensino, os acadêmicos executam a Docência Compartilhada, ou seja, além de saber os desafios e dificuldades do colégio onde atuam, os alunos identificam as potencialidades da escola e do educando. Ao todo são 305 bolsistas, que são orientados por um professor-supervisor da escola e por um professor-coordenador da Universidade.

Nenhum comentário: