quinta-feira, 10 de janeiro de 2013

10 de janeiro de 1912: O bombardeio da Cidade de Salvador

10/01/2013 - 00:00 | Enviado por: Lucyanne Mano


As 14h do dia 10 de janeiro de 1912 teve início o bombardeiro à cidade de Salvador. Em poucos minutos estavam destruídos a histórica Sede do Governo, a também centenária Biblioteca Pública, a Câmara e o Quartel da Polícia Militar. Em sequência, travou-se uma verdadeira guerra campal, envolvendo as polícias estaduais e o exército.

O episódio teve repercussão nacional e fez parte de uma série de lutas políticas entre as oligarquias provincianas que marcaram os primeiros anos da República Velha, quando o país vivia um sistema eleitoral viciado.

A investida de Tropas do Exército concentradas no Forte de São Marcelo num bombardeio a Salvador para provocar a renúncia do governador baiano, Aurélio Viana foi resultado de um plano que contou com o apoio da mídia e, inclusive, com a intervenção do governo federal, que buscava instaurar ali lideranças aliadas. A renúncia de Viana acontece em questão de horas. Seu substituto é José Joaquim Seabra, que conta com o apoio do presidente Hermes da Fonseca, adversário de Ruy Barbosa nas urnas.


Para continuar lendo clique aqui.
Fonte: JBlog

Nenhum comentário: