quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

1987 – Gorbachev anuncia que URSS está pronta para banir armas atômicas


Reagan e Gorbachev durante o primeiro encontro sobre misseís nucleares, em 1985

Em um surpreendente anúncio que deixou a opinião pública mundial um tanto cética, porém esperançosa, o líder soviético Mikhail Gorbachev informa, em 28 de fevereiro de 1987, que sua nação está pronta para assinar “sem maiores delongas” um tratado destinado a eliminar todos os mísseis nucleares de médio alcance da Europa.

A oferta de Gorbachev introduziu um avanço significativo nas negociações que, finalmente, resultaram na assinatura do Tratado das Forças Nucleares de Alcance Intermediário em dezembro de 1987.

Gorbachev e o presidente norte-americano, Ronald Reagan, se digladiavam a respeito da questão da redução das armas nucleares na Europa desde 1985, quando se encontraram pela primeira vez pessoalmente para discutir a matéria.

O encontro subsequente, em 1986, começou com elevadas esperanças de um acordo, mas as discussões se encaminharam para um beco sem saída quando Gorbachev trouxe à baila, além da questão da eliminação simultânea dos mísseis de médio alcance na Europa, o término do desenvolvimento pelos Estados Unidos da Iniciativa de Defesa Estratégica, conhecida internacionalmente como “Guerra nas Estrelas”, um sistema de defesa antimíssil.

Porém, tanto Reagan como Gorbachev viram-se diante de pressões para alcançar um entendimento. Reagan estava sob forte pressão das forças políticas “no-nuke” (não-nuclear) tanto nos Estados Unidos quanto na Europa Ocidental. 

Gorbachev queria estabelecer um corte substancial nos armamentos nucleares, tanto para estimular seu prestígio no cenário internacional quanto proporcionar um alívio bastante necessário para a economia soviética, sufocada pelo peso de maciças despesas militares.

Em fevereiro de 1987, Gorbachev anunciou que a União Soviética estava disposta a entabular negociações a respeito da eliminação dos mísseis nucleares de médio alcance. Desta vez sugeriu que o “problema dos mísseis de médio alcance na Europa deve ser tratado isoladamente das demais questões do conjunto de questões, e quanto a ele concluir um acordo em separado, sem mais delongas.” Em outras palavras, havia desistido da insistência de incluir a Iniciativa de Defesa Estratégica nas negociações.

Gorbachev e Reagan encontraram-se em dezembro de 1987 e, finalmente, assinaram o tratado, em decorrência do qual s soviéticos desmontaram cerca de 1.500 mísseis de médio alcance da Europa enquanto os Estados Unidos fizeram o mesmo com aproximadamente 750 mísseis.

Nenhum comentário: