terça-feira, 9 de julho de 2013

9 de julho de 1932: São Paulo é palco da Revolução Constitucionalista

09/07/2013 - 10:09 | Enviado por: Lucyanne Mano


Engasgados com o governo provisório de Getúlio Vargas, estabelecido na Revolução de 1930, a elite política paulista promoveu um movimento armado para derrubar o poder Executivo vigente e promulgar uma nova Constituição. O último grande movimento armado do Brasil acabou esmagado pelo Exército, abrindo portas para que Vargas assumisse de vez o cargo que seria ocupado pelo mesmo durante os 13 anos seguintes.

Na tarde do dia 9 de julho, a situação em São Paulo já era tensa. A cúpula do governo local reuniu-se para decidir o rumo da revolução armada, que era iminente. Desde que Júlio Prestes, candidato paulista na eleição presidencial, foi impedido de assumir a Presidência após vitória marcada por diversas fraudes sobre Vargas, São Paulo vinha sofrendo cada vez mais intervenções e censuras do Governo Provisório. Em janeiro do mesmo ano, manifestantes paulistas já tinham organizado uma passeata com grande adesão popular, sinalizando o que estaria por vir.



Para continuar lendo clique aqui.
Fonte: JBlog

Nenhum comentário: