sábado, 17 de agosto de 2013

17 de agosto de 1987: E agora, José? A festa acabou... Morre o poeta Carlos Drummond de Andrade

17/08/2013 - 00:00 | Enviado por: Lucyanne Mano

"Vai, Carlos, ser gauche na eternidade!"

Carlos Drummond de Andrade, 84 anos, um dos mais importantes e respeitados poetas brasileiros de seu tempo, morreu no Rio de Janeiro, de insuficiência respiratória, apenas 12 dias depois que um câncer ósseo levou Maria Julieta, sua filha, eterna musa e grande paixão. “E assim vai-se indo a família Drummond de Andrade” lamentou o poeta na ocasião.

Carlos nasceu em 31 de outubro de 1902, na cidade de Itabira, Minas Gerais. Estudou em Belo Horizonte e com jesuítas no Colégio Anchieta, em Nova Friburgo, no Rio, onde foi expulso por “insubordinação mental”. Por insistência dos pais, formou-se em farmácia em 1925. No mesmo ano, fundou com amigos A Revista, importante veículo de afirmação modernista em Minas. Ingressou no serviço público e, em 1934, mudou-se para o Rio de Janeiro, onde permaneceu até o final de sua vida. Aqui, foi Chefe do Gabinete do Ministro da Educação Gustavo Capanema, trabalhou no Serviço do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional e colaborou como cronista no Correio da Manhã. Aposentou-se em 1962, mas, voltou ao mundo jornalístico, tormou-se colaborador do JB.

Para continuar lendo clique aqui.
Fonte: JBlog

Nenhum comentário: