quarta-feira, 21 de agosto de 2013

1959: Havaí torna-se estado norte-americano

No dia 21 de agosto de 1959, o Havaí foi declarado pelo então presidente dos Estados Unidos, Dwight Eisenhower, 50º estado norte-americano. As ilhas no Oceano Pacífico haviam sido anexadas pelo país em 1898.
O surfe tornou o Havaí famoso no mundo todo
Aloha State – ou Havaí – é um arquipélago formado por vulcões no meio do Oceano Pacífico, que recebe a visita de milhões de turistas a cada ano. A maioria se interessa mais pelas praias maravilhosas do que pela história da região.
Os polinésios chegaram ao atual Havaí entre 600 e 750 d.C. Vieram do Sudeste Asiático, passando pela Malásia, pela Indonésia e pelas Filipinas, em suas canoas de tronco de árvore, alimentando-se de peixe seco e coco.
Oficialmente, o primeiro explorador europeu a desembarcar no Havaí foi o navegador britânico James Cook. Em janeiro de 1778, ele chegou com seus navios Discovery e Resolution. Ficou tão encantado com a simpatia e hospitalidade dos nativos, que retornou um ano mais tarde, quando foi recebido com festas.
Acontece que ele havia aportado num local considerado sagrado justamente quando os havaianos celebravam sua maior cerimônia religiosa, em honra ao deus Lono. Ao verem Cook chegar, os nativos acreditavam tratar-se do retorno do deus. Mas eles logo começaram a desconfiar de seu poderes, depois que um dos navios foi seriamente avariado durante uma tempestade. Houve uma briga, em que Cook e quatro tripulantes foram mortos.
Seguiram-se pescadores de baleias, aventureiros, missionários de Boston e o rei Kamehameha, o Napoleão havaiano. Em várias investidas, ele ocupou ilhas, conseguiu uni-las num reino e fundou uma dinastia que perdurou quase um século.
Supremacia da população branca
Com o passar do tempo, os brancos conquistaram cada vez mais influência, em detrimento da cultura nativa. A famosa dança do hula, as canções e a vestimenta típica chegaram a ser proibidos pelos missionários. Os ricos fazendeiros, plantadores de abacaxi e cana-de-açúcar, garantiram sua influência ao organizar um golpe de estado e pedir a anexação pelos Estados Unidos, negada pelo presidente democrata Grover Cleveland.
Com a ascensão dos republicanos ao poder em 1897, o presidente William McKinley assinou uma resolução que tornou o Havaí território norte-americano. A rainha Liliuokalani renunciou, encerrando definitivamente a soberania do arquipélago em 12 de agosto de 1898.
Em 1901, foi inaugurado o primeiro hotel de luxo em Waikiki, na ilha de Oahu. Dois anos mais tarde, começava o turismo em massa. Em junho de 1959, 95% dos havaianos confirmaram em plebiscito seu desejo de ser incorporados pelos Estados Unidos. Em 21 de agosto do mesmo ano, o presidente Dwight Eisenhower declarou o Havaí 50º estado norte-americano.
  • Autoria Judith Hartl (rw)
  • Imprimir Imprimir a página
  • Link permanente http://dw.de/p/3mZ2

Nenhum comentário: