segunda-feira, 7 de outubro de 2013

Mostra de Iniciação Científica da UPF terá 442 trabalhos apresentados

Programação inicia na próxima semana e promoverá integração de professores e acadêmicos

Foto: Reprodução
O diferencial de uma instituição de ensino superior é o comprometimento que ela mantém com a geração de novos conhecimentos e sua aplicabilidade, mudando a realidade da população onde está inserida. Na Universidade de Passo Fundo (UPF) essa função é colocada em prática por meio de ações de ensino, pesquisa, extensão e inovação. E buscando socializar o conhecimento científico produzido pela Instituição, a UPF promove, de 8 a 10 de outubro, a XXIII edição da Mostra de Iniciação Científica. 

A Mostra pretende incentivar e complementar a formação de jovens pesquisadores, valorizar a pesquisa realizada na UPF e divulgar os trabalhos de iniciação científica junto à comunidade, além de promover a integração entre o quadro discente e docente e as diferentes áreas do conhecimento e realizar o intercâmbio e a troca de informações entre os alunos de iniciação científica da UPF e as demais instituições. Mais de 440 trabalhos produzidos por acadêmicos das mais diversas áreas do conhecimento, sob a supervisão de seus professores, serão apresentados para a comunidade acadêmica e interessados. O evento também é um espaço de socialização do conhecimento gerado nas pesquisas desenvolvidas na UPF e de promoção de discussões referentes à pesquisa, inovação e tecnologia.

De acordo com o vice-reitor de Pesquisa e Pós-Graduação da UPF, professor Leonardo José Gil Barcellos, a pesquisa é o elemento responsável pela formação de recursos humanos qualificados, introduzindo os alunos de graduação na aplicação formal de técnicas e métodos científicos, preparando-os para a pós-graduação e formando profissionais mais qualificados, capazes de se adequarem com competência ao dinâmico mundo do trabalho.

Abertura debaterá o despertar para a ciência
A programação da MIC inicia no dia 08, às 9h30min, no Centro de Eventos, com a entrega do material aos participantes. Em seguida, às 10h15min, será realizada a abertura oficial da Mostra, seguida pela palestra "O despertar acadêmico para a Ciência", que será proferida pelo Dr. Edson Ramos de Andrade.


Andrade é doutor em Bioquímica Toxicológica (Radiobiologia) pela Universidade Federal de Santa Maria e Universidad de León (Espanha), e atua principalmente nos temas relacionados aos efeitos biológicos decorrentes da exposição à radiação ionizante, pesquisa sobre radiomodificadores químicos em modelo animal e humano e impactos diversos de liberações de material radioativo para o meio ambiente.

Atualmente, é Oficial do Exército Brasileiro, pesquisador do Centro Tecnológico do Exército (CTEx) e professor do Programa de Engenharia Nuclear do Instituto Militar de Engenharia (IME), Programa de Pós-graduação em Farmacologia da UFSM e Instituto de Radioproteção e Dosimetria (IRD/CNEN), atuando ainda como Inspetor OSI (On-Site Inspection) no âmbito do Tratado de Banimento de Testes Nucleares sob jurisdição da ONU, com sede em Viena (Áustria).

Informações
Todas as informações sobre os trabalhos selecionados para apresentação, os horários e locais das sessões, assim como o restante da programação da XXIII MIC UPF estão disponíveis no site http://www.upf.br/mic/.

Nenhum comentário: