segunda-feira, 10 de março de 2014

Formatura - Discurso da Paraninfa profa. Ironita



Fui a Odisséia, de Homero, A Divina Comédia, de Dante e Os Lusíadas, de Camões, passei pela trindade brasileira - Olavo Bilac, Alberto de Oliveira e Raimundo Correia muito encontrei e nada me disseram para o dia de hoje. Segui, segui... procurando as palavras, as mensagens, os sentidos, as verdades que queria lhes dizer. Rumei para outras paragens....
Fui até MARC BLOCH Em Apologia da História, ou o Ofício do Historiador e me perdi.... Mas quando cheguei a Gramsci percebi que minha busca era em vão, pois sua reflexão: “O tempo é a coisa mais importante: é simples pseudônimo da vida” dei-me conta de que hoje é o dia, a hora, o momento de falarmos de vocês, ou seja, falar de vida.
E para isso nada melhor do que parafrasear com Cora Coralina;
Não sei se a vida é curta ou longa para nós, mas sei que nada do que vivemos tem sentido, se não tocarmos o coração das pessoas.
Vocês tocaram nossos corações: pais, professores, amigos, namorados, namoradas, esposos, esposas, companheiros e companheiras muitas vezes foram colo que acolhe, abraço que envolve, palavra que conforta, silencio que respeita, alegria que contagia, lágrima que corre, olhar que acaricia, desejo que sacia, amor que promove.
E isso não é coisa de outro mundo, é o que dá sentido à vida. É o que faz com que ela não seja nem curta, nem longa demais, mas que seja intensa, verdadeira, pura enquanto durar. E assim foi a passagem de vcs no Curso de História e em nossas vidas: intensa... muito intensa!
- realizando, questionando, aprendendo, ensinando, brigando, chorando, gargalhando, brincando; ora crianças sonhadoras ora adultos decididos.
Os corredores, as salas de aula, as viagens, os projetos, os textos de cada dia cheios de vida, sendo tecida a história por cada um de vocês, a de cada um e de a todos; a história do curso, da turma, dos amigos, da família, da UPF, e de quantos mais que passaram por suas vidas nesta etapa da caminhada, por isso, hoje podemos dizer com júbilo: feliz aquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina.
Lembrem-se meus alunos, amigos, colegas e afilhados, o que vale na vida não é o ponto de partida e sim a caminhada. Caminhando e semeando, no fim terás o que colher. Hoje vcs colhem o que semearam em 42 meses, 1.277 dias de semeadura. Semearam todos esses dias e o dia de hoje os apanha ainda com as mãos cheias de sementes. Vocês semeavam tranqüilos sem pensar na colheita porque muito tinham colhido do que outros semearam.
Professores de História, sejam vocês permanentes semeadores
Semeiam com otimismo
Semeiam com idealismo as sementes vivas da Paz e da Justiça. Hoje o tempo de semeadura encerra apenas uma etapa, a nova estação já aponta sua chegada....
Todos os dias quando acordarem não terão mais o tempo passado, mas terão muito tempo, terão todo tempo do mundo, sempre em frente não terão tempo a perder. Então abracem forte o presente e digam mais uma vez ...temos nosso próprio tempo. Somos tão jovens, somos tão jovens...e o tempo segue....
Não quero ter saudades, quero ter continuidade, nossas portas estão abertas...venham, entrem novamente.
Parabéns, com muito orgulho e admirações por todos! O tempo segue, a história segue, a vida segue....

Profa. Ironita Policarpo Machado
Paraninfa da turma de formandos 2013.02
07 de março de 2014

Nenhum comentário: