domingo, 14 de setembro de 2014

1960 - É fundada a Opep

É fundada em 14 de setembro de 1960 a OPEP (Organização dos Países Exportadores de Petróleo). A OPEP é atualmente um organismo econômico internacional com sede em Viena.

Criada como resposta à baixa do preço do petróleo, acordada unilateralmente pelas grandes companhias do setor, seus fins são: garantir preços justos e estáveis para os produtores de petróleo, o abastecimento eficiente, econômico e regular, um rendimento justo do capital dos investidores, além de unificar e coordenar a política petroleira dos países membros.  Os grandes países consumidores consideram a OPEP um oligopólio.

Foi fundada em Bagdá, numa conferência realizada entre 10 e 14 de setembro de 1960 por iniciativa dos governos da Venezuela e da Arábia Saudita. O representante venezuelano, Juan Pérez Alfonso, assinalou “que era necessário um instrumento de defesa dos preços a fim de evitar o desperdício econômico do petróleo que se esgota sem possibilidade de renovar-se.”

A OPEP controla aproximadamente 43% da produção mundial e 75% das reservas de petróleo. Seu domínio nas exportações do óleo se situa em torno de 51%. Além do mais, concentra a totalidade da capacidade excedente o que, de fato, converte a organização numa espécie de banco central do mercado petroleiro.

Divulgação/Opep

Reunião do grupo no ano de 2009


É uma organização reconhecida pela ONU desde 6 de novembro de 1962. Teve inicialmente sua sede em Genebra e, em 1965, se mudou para Viena, devido às facilidades outorgadas pelo governo austríaco.

Os países membros conseguiram um significativo aumento do preço em 1973, 1974 e 1979 e uma maior participação e controle sobre a exploração em seus territórios.
A OPEP é integrada por 5 países fundadores (Arábia Saudíta, Iraque, Irã, Kuwait e Venezuela). Posteriormente, a organização se ampliou com 7 membros mais: Argélia, Angola, Equador, Nigéria, Emirados Árabes Unidos, Líbia e Qatar. Outros países produtores de petróleo, embora não sejam integrantes, como Sudão, México, Noruega, Rússia, Cazaquistão, Omã e Egito, participam regularmente das reuniões.

A Junta de Governadores, formada por altos funcionários dos países membros, é uma instância que trata dos problemas do dia a dia e prepara a agenda da reunião dos ministros. À parte, o Secretário Geral é o representante legal da OPEP e seu principal porta-voz coordena também a política de relações públicas.

A OPEP influi atualmente sobre o preço do petróleo aumentando ou reduzindo sua produção. Desde 1987, fixa uma quota de produção para cada um de seus sócios. A soma de todas elas é a quota de produção do grupo. Entre março de 2004 e março de 2006, a OPEP reajustou suas cotas de produção em 10 ocasiões. A Arábia Saudita é o membro do grupo com maior cota de produção e o Qatar é a menor.

A OPEP adquiriu relevância internacional durante a década de 1970, à medida que os países membros tomavam o controle do setor petroleiro e adquiriam voz e voto na hora de fixar os preços no mercado mundial, o que ocasionava alguns períodos de crise, como nos anos de 1973 e 1979.
Fonte: Opera Mundi

Nenhum comentário: