quarta-feira, 10 de setembro de 2014

O livro infantil declarou guerra

Enquanto os mais velhos lutavam nas trincheiras da Primeira Guerra, as crianças "viviam" o conflito nos livros infantis. Exposição na Alemanha mostra que nem tudo era propaganda nacionalista.


Papai na guerra

Quando em 1914 a Europa – e depois o resto do mundo – entrou em guerra, o conflito não passou despercebido pelas crianças. Afinal, seus pais e irmãos as tinham deixado em casa para irem lutar nos campos de batalha. Também não é surpreendente que inúmeros livros juvenis e infantis dessa época retratem a guerra de diferentes maneiras.

Veja mais em: http://www.dw.de/o-livro-infantil-declarou-guerra/g-17829775

Nenhum comentário: