sábado, 11 de outubro de 2014

UPF reúne professores para momento de formação

Encontro marcou o Dia do Professor, comemorado em 15 de outubro, e teve palestra sobre Trajetórias Plurais de Renovação no Cotidiano

Foto: Gelsoli Casagrande
Para o palestrante, os professores inspiram os alunos a construírem pontes entre o presente e o futuro
Homenagens e momentos de reflexão marcaram o V Encontro de Professores da Universidade de Passo Fundo (UPF), realizado na tarde de sexta-feira, 10 de outubro. Promovido pela Vice-Reitoria de Graduação, o Encontro integrou a Semana do Conhecimento, e constituiu uma atividade de formação para dirigentes e docentes da Instituição, bem como uma confraternização pela passagem do Dia do Professor, comemorado em 15 de outubro. A tarde teve como convidado especial o Dr. Ricardo Spíndola Mariz, doutor em Sociologia e pesquisador da Universidade Católica de Brasília, que palestrou sobre Trajetórias Plurais de Renovação no Cotidiano.

A vice-reitora de Graduação, professora Rosani Sgari, recebeu os presentes e lembrou que o Encontro faz parte do Programa de Formação Docente. “Tradicionalmente, a Vice-Reitoria de Graduação traz convidados renomados, que qualificam nosso corpo docente tanto no aspecto do ensino quanto da gestão universitária. Essa atividade marca a continuidade da iniciativa, que ajuda a construir trajetórias de sucesso acadêmico”, considerou. A professora Rosani ressaltou que os acadêmicos têm nos professores modelos de trabalho e inspiração.
O reitor José Carlos Carles de Souza convidou os professores a refletirem sobre a profissão. “Se olharmos para o nosso passado, certamente nos lembraremos de alguns mestres que até hoje nos servem de inspiração. Sejamos nós também modelos para os nossos alunos”, ressaltou. Para o reitor, sempre é possível qualificar a educação, seja por meio de infraestrutura ou dos novos conhecimentos e sua conexão com a realidade.

Pontes entre o presente e o futuro
Para o palestrante, Dr. Ricardo Spíndola Mariz, os professores podem encarar sua profissão de três formas: fantasiosa, com uma imagem idealizada; trágica, na qual não se tem esperança; ou como um drama, protagonizado por seres humanos, incluindo beleza, contradição, esperança e angústia. “Convido a todos para que encarem seu dia a dia da terceira forma, reconhecendo as dificuldades e desempenhando sua função da melhor forma”, disse. Mariz afirmou que o grande desafio atual é construir com autoria. “Precisamos fazer com consciência, estar realmente presentes naquilo que fazemos. Isso é difícil hoje, pois vivemos com a sensação de estarmos atrasados”, afirmou. Segundo o convidado, os professores inspiram os alunos a fazerem pontes entre o presente e o futuro.


Além do reitor e da vice-reitoria de Graduação, prestigiaram o evento o presidente da FUPF Alexandre Nienow, o vice-reitor de Pesquisa e Pós-Graduação Leonardo José Gil Barcellos, a vice-reitora de Extensão e Assuntos Comunitários Bernadete Dalmolin e o vice-reitor Administrativo Agenor Dias de Meira Junior, bem como diretores de campi, unidades acadêmicas, coordenadores de curso, área e programas de pós-graduação, professores e acadêmicos.


Nenhum comentário: