quarta-feira, 27 de maio de 2015

Aditamentos preliminares do Fies serão analisados pelo MEC

Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento está verificando diariamente os aditamentos preliminares

A Universidade de Passo Fundo (UPF) esclarece aos alunos beneficiados com o Programa de Financiamento Estudantil (Fies) e que realizaram o aditamento de renovação do primeiro semestre de 2015, na modalidade denominada pelo Sisfies como preliminar, que essa modalidade ocorre quando o valor da semestralidade atual ultrapassa o reajuste de 6,41% em relação aos valores do semestre anterior.

Todos os aditamentos que forem emitidos na situação “preliminar” passarão por análise do Grupo de Trabalho (GT), composto pelo Secretário de Educação Superior do Ministério da Educação (Sesu/MEC), pelo Presidente do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) e pela Secretária Nacional do Consumidor do Ministério da Justiça (Senacon/MJ).

Portaria
Conforme Portaria Conjunta nº 30, de 20 de maio de 2015, publicada no Diário Oficial da União nº 95, de quinta-feira, 21 de maio de 2015, seção 2, páginas 23, “fica prorrogado por 60 (sessenta) dias o prazo de vigência do Grupo de Trabalho – GT, que tem por objetivo analisar a composição e a evolução dos preços das mensalidades dos cursos superiores financiados pelo Fies, bem como de propor iniciativas e ações que contribuam para o avanço do referido Programa.”.


A portaria pode ser visualizada AQUI.

Acompanhamento
Sendo assim, em caso de aditamento preliminar não simplificado, os estudantes deverão aguardar a liberação do Documento Regular de Matrícula (DRM) para comparecimento ao banco. Caso o prazo de comparecimento ao banco expire, o estudante deverá continuar aguardando a análise do aditamento preliminar. A Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento da Universidade de Passo Fundo (CPSA/UPF) está acompanhando diariamente os aditamentos preliminares, e, tão logo a DRM esteja disponível para retirada, comunicará essa disponibilidade ao aluno, por meio do e-mail acadêmico.

Nenhum comentário: