domingo, 12 de julho de 2015

1962 - Rolling Stones se apresentam pela primeira vez

Max Altman | São Paulo - 12/07/2011 - 08h15

Um grupo de jovens ingleses apaixonados pelos blues e rock and roll faz sua primeira aparição pública no Marquee Jazz Club de Londres em 12 de julho de 1962. Seu nome: The Rolling Stones. A formação nasceu do encontro entre Keith Richard e Michael Jagger na primavera de 1960 em Richmond. Em 1961, juntam-se à banda Richard Taylor e Brian Jones. 

A história apaixonante e o estilo avassalador dos Rolling Stones fizeram deles uma das lendas da música pop. Há cinco decênios, o mundo todo disputa seus discos e suas turnês através do globo não cessam. 

O grupo chegou para concorrer com os Beatles. Foi no verão de 1962 que Mick Jagger, Keith Richards, Lewis Brian, Hopkin Jones, Mick Avory e Dick Taylor apareceram pela primeira vez em cena em Londres sob o nome The Rolling Stones (Pedras Rolantes). Porém os Stones só nascem de verdade no início de 1963, quando Bill Wyman toma o lugar de Taylor no baixo e Charlie Watts junta o seu talento de baterista ao grupo. 

Os blues de Muddy Waters ou de Eddy Cochran, como principal fonte de inspiração, iriam criar as bases do rock 'n' roll. Para se diferençar dos Beatles, com sua aparência de bons-moços, os Stones criaram para si uma imagem de ‘bad boys’. 

Após um primeiro disco 45 rotações escrito por Chuck Berry, Come on, o grupo lança o álbum The Rolling Stones em 1964. A partir de 1965, a canção "Satisfaction" torna-se um grande sucesso. A carreira da banda toma ímpeto e os álbuns se encadeiam ano após ano. Em 1966 sai o álbumAftermath, inteiramente composto pelo duo Jagger-Richards, e no qual figura a célebre "Paint it Black". No ano seguinte é o album Between the Buttons com "Let's Spend the Night Together" e "Ruby Tuesday". 

Um ano depois a canção "Jumping Jack Flash" está em primeiro lugar nas paradas de numerosos países. Seguem-se sucessivamente os álbuns Beggar's Banquet, Let it BleedSticky Fingers e Exile on Main Street, todos recheados de sucessos. Os Rolling Stones se impõem como uma das grandes bandas de rock de todos os tempos. 

Fundador do grupo, Brian Jones é excluído em junho de 1969 devido a problemas com drogas. Um mês depois ele foi encontrado morto em sua piscina. Os Rolling Stones decidem render-lhe homenagem num concerto gratuito no Hyde Park diante de mais de 250 mil espectadores. É substituído pelo guitarrista Mick Taylor. 

Quando, em 1970, os Stones deixam a gravadora Decca, Keith Richards torna-se completamente dependente da heroína, enquanto Mick Jagger toma gosto do luxo do jet-set, casando-se em 1972 com a estrela das noites parisienses Bianca Perez Morena de Macias. À parte o sucesso mundial de "Angie" faixa do álbum de 1973 Goat's Head Soup Black and Blue, decepciona o público e também Mick Taylor, que decide deixar a banda. 

Ele é substituído pelo baixista Ron Wood. O sucesso retorna em 1978 graças ao álbum Some Girls. Em 1981, "Tatoo You" e a canção "Start me Up" são igualmente um triunfo. Mas de novo, a banda balança visto que seus membros decidem um a um gravar solo, começando com Ron Wood e Bill Wyman em 1981 e 1982, seguidos em 1985 por Keith Richards e Mick Jagger. 

Em 1989 os Rolling Stones se reúnem novamente para gravar o album Steel Wheels, que inclui os famosos "Sad Sad Sad", "Mixed Emotions", e "Rock and a Hard Place". A gravação estimula o grupo a retomar o palco. Os concertos dão nascimento a novas canções, entre elas, "Like a Rolling Stone", a canção de Bob Dylan escrita para Brian Jones. Em 1997, o álbum Bridges to Babylon é seguido de uma turnê triunfal que dura três anos com 150 concertos. Três anos depois, os Rolling Stones partem de novo para festejar seus 40 anos. Nesta última década os Rolling Stones não deixaram de gravar e de lotar os estádios em todos os quadrantes do planeta. 


Fonte: Opera Mundi

Nenhum comentário: