segunda-feira, 10 de agosto de 2015

Intercâmbio acadêmico gera novas oportunidades

Cursar parte da graduação no exterior foi decisivo para que egresso da UPF fosse aprovado em mestrado em Portugal
Cursar parte da graduação no exterior enriquece a formação, propicia uma intensa vivência cultural e pode se desdobrar em novas oportunidades de aprendizado. Foi assim para Augusto Baschera, egresso do curso de Música da Universidade de Passo Fundo (UPF) e mestrando da Universidade de Lisboa, em Portugal. No primeiro semestre de 2012, Baschera participou do Programa de Intercâmbio Acadêmico da UPF (Piac), por meio do qual estudou na Universidade do Minho, em Portugal. Nesse período, o acadêmico teve acesso a inúmeras oportunidades e fez planos de retornar para aprofundar os estudos, uma vez que Portugal, assim como outros países da Europa, propicia diversidade cultural aliada a instituições tradicionais de ensino.

O intercâmbio, de acordo com Baschera, o ajudou a ampliar as possibilidades pessoais e profissionais. “A universidade oferece muitas oportunidades, mas o interesse de aproveitá-las deve partir do aluno”, destaca, ao mencionar que a distância e a solidão estimulam a autonomia. Nesse contexto, um mestrado no exterior, antes algo pouco acesível, tornou-se possível.

Para quem se programa para realizar intercâmbio, o agora mestrando recomenda fazer muitos contatos no exterior, conhecer outras universidades e professores. “É necessário conhecer a diferença para aprender a gostar ou respeitar”, menciona. Baschera acredita que o conhecimento é construído a partir dessa diversidade de experiências.

Baschera está cursando mestrado em Música – performance – guitarra clássica (violão clássico), na Escola Superior de Música de Lisboa. Após essa etapa, um doutorado deve ser o próximo passo. “Ainda não decidi se vou continuar estudando no Brasil, Portugal ou outro país”, relata.

Além de Baschera, outros dois estudantes de Música da UPF já participaram de mobilidade acadêmica: Gustavo Frosi Benetti, que em 2008 estudou na Universidad Nacional Del Litoral, na Argentina, e Matheus Moresco, que participou de intercâmbio nesta mesma instituição, em 2011. 

Assessoria de Imprensa

Nenhum comentário: