terça-feira, 4 de agosto de 2015

Núcleo de estudos de Memória e Cultura da UPF lança nova publicação

Foto: Divulgação/UPF
Livro apresenta textos de pesquisadores da Argentina, Brasil, Chile e Peru
O Núcleo de estudos de Memória e Cultura da Universidade de Passo Fundo (Nemec/UPF) lançou a obra "Manifestações do pensamento católico na América do Sul". O lançamento aconteceu durante o XXVIII Simpósio Nacional de História, realizado em Florianópolis, e contou com a participação dos organizadores Gizele Zanotto, professora do Programa de Pós-Graduação em História (PPGH) da Instituição, Cândido Moreira Rodrigues (UFMT) e Rodrigo Coppe Caldeira (PUC-Minas). O livro apresenta textos de pesquisadores de diferentes países, como Argentina, Brasil, Chile e Peru, reunidos pelo eixo comum de pesquisas dos intelectuais e movimentos católicos do continente sul-americano.

A obra é a terceira publicação oriunda dos trabalhos do grupo “Sociabilidade Intelectual Católica na América do Sul” e efetiva um processo de internacionalização iniciado com as edições anteriores, evidenciando que o esforço de articulação de pesquisadores está consolidado e vai se aprimorar.

Desde a constituição dessa linha de pesquisa, em 2011, aventou-se a possibilidade de publicar um livro que explorasse a temática das redes de intelectuais existentes no sul do continente. No ano de 2012, foi publicada a obra "Intelectuais e militância católica no Brasil", dos organizadores Cândido M. Rodrigues e Christiane J. de Paula, num primeiro esforço de articulação de pesquisadores do Brasil. Já em 2013, o livro "Catolicismos e sociabilidade intelectual no Brasil e na Argentina", dos organizadores Cândido M. Rodrigues e Gizele Zanotto, foi resultado do esforço de articulação e trabalho conjunto entre pesquisadores da temática. Essa terceira publicação contempla uma diversidade de abordagens e de países envolvidos e evidencia a riqueza dos estudos sobre a atuação intelectual no contexto latino-americano. A expectativa é de que os próximos trabalhos possam contar com pesquisadores oriundos de outros países latino-americanos.

Nenhum comentário: