terça-feira, 29 de setembro de 2015

Carta de Mobilização do PIBID


Prezados colegas,
convidamos a todos a participarem de mais uma mobilização pró-PIBID, desta vez com a leitura e firma ao manifesto abaixo divulgado. A coleta de assinaturas será realizada na coordenação do curso - contamos com todos os docentes e discentes nesta luta!
Att.
Gizele Zanotto

CARTA DE MOBILIZAÇÃO DO PIBID
NOVO RUMO PARA A FORMAÇÃO DE PROFESSORES
Brasília, 15 de outubro de 2015
O Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (PIBID) política de formação de professores que teve origem com nova etapa de democratização da sociedade brasileira, há 10 anos trouxe resultados significativos para a educação e para formação docente. Nesse momento de comemoração do “Dia do Professor”, estudantes dos cursos de licenciatura, professores da educação básica e superior se unem para marcar o reconhecimento a esse profissional e defender a continuidade do PIBID, bem como a sua ampliação e qualificação.

O PIBID é uma conquista da sociedade brasileira. Seu êxito vem sendo produzido coletivamente por sujeitos em exercício e em formação no sistema nacional de educação. Envolve crianças, jovens e adultos da escola pública, famílias, comunidades escolares e trabalhadores. 

O PIBID é um Programa do tamanho do país. Está disseminado territorialmente e, mais que isso, em cada local onde foi implantado, deu visibilidade à singulares culturas e à populações historicamente silenciadas. Valorizando a docência, problematizando diferentes realidades, ampliando o acesso aos conhecimentos sistematizados pela humanidade, inovando práticas pedagógicas, o Pibid mostra que outra Educação é possível! Compreendemos que o momento de transição pelo qual passa o Estado brasileiro, produzindo tensões, exige equilíbrio e cautela. Mas também vemos com indignação os silêncios acerca do futuro do PIBID. Apesar de reconhecido o seu caráter estratégico, vimos ignorada a responsabilidade com a sua manutenção e ampliação, instituídas por lei, na LDB e no PNE.

Mais do que nunca, afirmamos a importância da formação docente para tornar a educação um efetivo direito, certos de que não há neutralidade. Estão em jogo decisões sobre quem é o responsável pela formação, que professores queremos formar e para qual sociedade. O PIBID toma uma posição, concretizando, na prática, a aproximação entre universidades e escolas públicas. Se a educação não é uma ação simples, para que seja de fato democrática, precisa contar com professores conscientes do seu papel, comprometidos com a qualidade do ensino, protagonistas que se unem a outros para pensar e produzir, passo a passo, a história desse país. Vale lembrar Anísio Teixeira: ‘Educação não é privilégio’!  

Sabemos que incertezas existem, mas não são maiores que a convicção de que o PIBID deu um novo rumo à formação inicial e continuada dos professores da Educação Básica. E, por isso mesmo, defendemos, em especial, o direito do professor a uma formação democrática, que dê sentido ao seu trabalho. Que a sua formação, junto a outras condições, implique na qualidade do ensino da maioria da população, que tem na educação pública uma oportunidade de desenvolvimento pleno. Por tudo isso reivindicamos junto ao Governo e aos parlamentares a manutenção e ampliação do Pibid como política pública e sua inclusão no orçamento do MEC para 2016!

Nenhum comentário: