terça-feira, 20 de outubro de 2015

Lugares de memória - viagem de estudos a Arquivos e Museus de Porto Alegre


Possibilitar conhecer e estudar a estrutura e o funcionamento de arquivos e museus, bem como as diferentes tipologias, é o objetivo central da disciplina Fundamentos e Práticas de Arquivo e Museu, do curso de Graduação em História da UPF. Atendendo a esse propósito, os alunos do Nível VII e Nível IV participaram no sábado, dia 17 de outubro, de uma viagem de estudos a Porto Alegre, onde visitaram o Arquivo Público do Estado do Rio Grande do Sul (APERS), conhecendo a sua estrutura física, organização e acondicionamentodo acervo, bem como os meios de busca dos documentos (catálogos e índices) e as possibilidades de temas de pesquisa. Trata-se do maior arquivo do Estado, cuja estrutura dos prédios, datada do início do século XX, serve de modelo para outras instituições de salvaguarda de documentos.
Os museus foram outro espaço de memória visitado pelos acadêmicos, variando a sua tipologia e acervo. Nessa perspectiva, optou-se em conhecer o Museu Joaquim Felizardo, especializado na salvaguarda da documentação relativa a história de Porto Alegre; e o Museu Júlio de Castilhos, em homenagem ao mesmo, que tem como fio condutor da exposição os elementos da república rio-grandense. Outra tipologia foi o Museu Militar do Comando Sul, cuja exposição, composta por carros de guerra e equipamentos bélicos, tem como princípio a interação com os objetos, e não apenas a contemplação.
Perpassando a proposta de estudo, buscou-se explorar o centro histórico de Porto Alegre e seus referenciais de memória, chamando atenção para o patrimônio arquitetônico, monumentos, bem como os espaços urbanos e de sociabilidade, como a Rua da Praia, a Praça da Alfândega, o Mercado Público, o Gasômetro e o rio Guaíba.
Portanto, a atividade, aliando teoria e prática, permitiu aos acadêmicos professorandos, compartilhar da experiência de planejar e vivenciar uma saída a campo. Da mesma forma, perceber o patrimônio histórico com outro olhar, voltado para a educação patrimonial, sintetizado nas seguidas exclamações “eu não conhecia essa Porto Alegre”.
Dra. Rosane Marcia Neumann
Professora do Curso de Graduação e PPGH em História

Nenhum comentário: