sexta-feira, 9 de outubro de 2015

Venha Fazer História! Vestibular de Verão UPF






CONHEÇA O CURSO DE HISTÓRIA - CLIQUE AQUI


A UPF incentiva você a seguir a carreira de professor!
E para que você tenha mais informações sobre a carreira de professor, reunimos alguns dados abaixo referentes à falta de professores em algumas áreas e os projetos que ajudam a formar esses profissionais.
Faltam professores!
A profissão de professor, considerada essencial, e, acima de tudo, estratégica, está carente de profissionais. Na contramão da falta de professores, os resultados do censo escolar brasileiro de 2014 indicam que o Brasil tem, hoje, 49, milhões de alunos matriculados na educação básica brasileira.  O mercado de trabalho é, portanto, bastante promissor.
Piso salarial nacional para professores
Em 16 de julho de 2008, a lei nº número 11.738 instituiu o piso salarial nacional para os professores da rede pública da educação básica. União, estados, Distrito Federal e municípios não podem fixar vencimento inicial das carreiras do magistério para a jornada de 40 horas semanais abaixo desse patamar. A lei passou a vigorar em 1º de janeiro de 2009, de forma progressiva e proporcional. O Ministério da Educação (MEC) definiu em R$ 1.917,78 o valor do piso nacional do magistério para 2015, um aumento de 13,01% em relação a 2014, para uma jornada semanal de 40h.
Bolsas para licenciaturas
A UPF oferece a gratuidade de 50% para cursos de licenciatura por meio do Programa de Bolsa FUPF ( lei nº 12.101/09). O programa é regido por edital próprio disponível no link. Neste vestibular, a gratuidade está prevista para os seguintes cursos:
Campus Passo Fundo: Artes Visuais (L); Educação Física (L); Filosofia (L); Física (L); Geografia (L); História (L); Letras, Português - Espanhol e Respectivas Literaturas (L); Letras, Português - Inglês e Respectivas Literaturas (L); Matemática (L); Música (L); Pedagogia (L) e Química (L)
Campus Carazinho: Pedagogia (L)
Campus Soledade: Educação Física (L) e Pedagogia (L)
Inscrição gratuita para licenciaturas
No Vestibular UPF, os candidatos que fazem prova para cursos de licenciatura têm gratuidade na inscrição. Mais um incentivo da Universidade para  quem ser professor!
História: um universo de possibilidades
Na licenciatura, além da formação vinculada aos períodos históricos em si, os acadêmicos trabalham com questões relativas aos direitos humanos, história e cultura dos povos africanos e indígenas, questão de gênero, educação ambiental e relações étnico-raciais, entre outros, temas esses transversalizados ao longo do curso de graduação. No mercado de trabalho, o profissional também pode atuar em arquivos, museus e centros culturais; prestar assessoria e consultoria a instituições públicas e privadas na organização de eventos histórico-culturais; atuar na coleta e revisão de informações para publicações, exposições e meios de comunicação social; fomentar projetos e práticas ligadas à gestão e à preservação do patrimônio histórico.
Ensino de História e Cultura Afro-Brasileira é Lei
Desde 2003 está em vigor a lei nº 9.394, que define que nos estabelecimentos de ensino fundamental e médio, oficiais e particulares, torna-se obrigatório o ensino de História e Cultura Afro-Brasileira. O conteúdo programático inclui o estudo da História da África e dos Africanos, a luta dos negros no Brasil, a cultura negra brasileira e o negro na formação da sociedade nacional. Os conteúdos referentes à História e Cultura Afro-Brasileira devem ser ministrados no âmbito de todo o currículo escolar, em especial nas disciplinas de História, Educação Artística e Literatura.

Nenhum comentário: