terça-feira, 17 de novembro de 2015

1945 - Unesco é fundada por 37 países


Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura foi fundada para construir a paz, reduzir a pobreza e promover a educação


Sede da Unesco, em Paris

Atualizada em 16/11/2015

A Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura), organismo especializado do sistema das Nações Unidas, foi fundada em  16 de novembro de 1945 com o objetivo de contribuir para a construção da paz, reduzindo a pobreza, promovendo o desenvolvimento sustentável e o diálogo intercultural, por meio da educação, ciências e cultura, comunicação e informação.

A Organização concentra algumas prioridades globais: a busca da qualidade da educação para todos e da educação continuada, buscando novos desafios éticos e sociais, promovendo a diversidade cultural, construindo sociedades de conhecimento inclusivo através da informação e comunicação. Cuida, em especial, da África e da igualdade de gênero.

A Unesco tem sua origem ainda no tempo da Liga das Nações. A organização criou uma comissão em 21 de setembro de 1921 para estudar a questão da Educação e Cultura. O CICI (Comitê Internacional de Cooperação Intelectual) foi oficialmente criado em 4 de janeiro de 1922, como um órgão consultivo composto por pessoas eleitas com base em suas qualificações pessoais. O IIIC (Instituto Internacional de Cooperação Intelectual) foi criado em Paris em 9 de agosto de 1925, para atuar como uma agência executora para a CICI. No entanto, o trabalho destas organizações foi interrompida com o início da II Guerra Mundial.

Após a assinatura da Carta do Atlântico e da Declaração das Nações Unidas, a Came (Conferência de Ministros Aliados da Educação) iniciou reuniões em Londres, que continuaram entre 16 novembro de 1942 a 5 de Dezembro de 1945.

Em 30 de outubro de 1943, a necessidade de uma organização internacional foi expressa na Declaração de Moscou, acordado entre a China, o Reino Unido, os Estados Unidos e a União Soviética. Isto foi seguido pelas propostas da Conferência de Dumbarton Oaks, de 9 de outubro de 1944.

Com base na proposta da CAME, uma Conferência das Nações Unidas foi levada a cabo para estabelecimento de uma organização educacional e cultural (ECO/CONF), que foi convocada em Londres entre 1 a 16 novembro de 1945. 
Quarenta e quatro governos estavam representados. Na conferência, a constituição da Unesco foi apresentada e assinada por 37 países, e uma Comissão Preparatória foi estabelecida. A Comissão reuniu-se entre 16 de novembro de 1945 a 4 de novembro de 1946 – quando a Constituição da Unesco entrou em vigor após sua ratificação. A organização fixou sua sede em Paris.

A Unesco dedica-se, além das tarefas acima enunciadas, a orientar os povos numa gestão mais eficaz de seu próprio desenvolvimento através dos recursos naturais e dos valores culturais, com a finalidade de obter o maior proveito possível da modernização, sem que por isso percam a identidade e diversidade culturais.

Na educação, este organismo atribui prioridade ao êxito da educação elementar adaptada às necessidades atuais.

As atividades culturais buscam a salvaguarda do patrimônio cultural mediante o estímulo da criação e a criatividade e a preservação das entidades culturais e tradições orais, assim como a promoção dos livros e a leitura.

Em matéria de informação, a Unesco promove a livre circulação de ideias pelos meios audiovisuais, fomenta a liberdade de imprensa e a independência, o pluralismo e a diversidade dos meios de informação, através do Programa Internacional para a Promoção da Comunicação.

Seu principal objetivo é reduzir o analfabetismo no mundo. Para tanto a Unesco financia a formação de professores, uma de suas atividades mais antigas, e cria escolas em regiões de refugiados.

Na área de ciência e tecnologia, promove pesquisas para orientar a exploração dos recursos naturais. Outros programas importantes são os de proteção dos patrimônios culturais e naturais além do desenvolvimento dos meios de comunicação.

A Unesco criou o World Heritage Centre para coordenar a preservação e a restauração dos patrimônios históricos da humanidade, com atuação em 112 países.
Fonte: Opera Mundi

Nenhum comentário: