sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

História UPF representada em debate sobre o BNCC

Por Rosane M. Neumann

A Anpuh-RS realizou uma reunião geral nos dias 14 e 15 de janeiro de 2016, nas dependências do Centro de Educação da Universidade Federal de Santa Maria, com o propósito de ampliar a discussão em relação a BNCC e produzir um documento do Núcleo do Rio Grande do Sul sintetizando os entendimentos e proposições sobre a proposta de História da Base, a ser remetido a Anpuh-Brasil. Participaram professores representando as diferentes universidades, – públicas, privadas e comunitárias –, dos Institutos Federais, bem como professores da Educação Básica e alunos dos cursos de Graduação em História e PIBID. O curso de Graduação em História da UPF esteve representado pela professora Dra. Rosane M Neumann.

Em um primeiro momento, a professora Dra. Caroline Pacievitch (Departamento de Ensino e Currículo/ UFRGS) apresentou um panorama da legislação implicada na BNCC e os encaminhamentos dados na elaboração da Base, apontando as questões exigidas nas diferentes regulamentações legais. Posteriormente, o professor Dr. Anderson Zalewski Vargas (Departamento de História/ UFRGS) destacou o papel do ensino de História Antiga e como o mesmo está colocado na Base.

Em um segundo momento, foi realizado um longo e acalorado debate e os encaminhamentos para a elaboração do documento. Um dos pontos assinalados refere-se ao papel dos cursos de licenciatura na formação dos professores, e a postura das universidades junto às escolas na implantação da BNCC e elaboração dos currículos. Destacou-se mais uma vez a ausência do debate nas escolas.

Como síntese, o documento que está em fase final de redação aponta para a concepção da Base e do currículo, questões conceituais, ideológicas, excesso de especificidades, ausências de temas e defasagem historiográfica. Salienta, todavia, os avanços propostos pela Base, como a manutenção da identidade e especificidade da disciplina de História, bem como reconhece o empenho e esforço da equipe responsável pela elaboração da mesma.
Portanto, a reunião foi um momento importante para aprofundar a leitura e discussão em torno da Base, e (re)pensar o ensino de história nas escolas, pautado pela pergunta central: o que queremos/o que é essencial que os nossos jovens do futuro aprendam/saibam no campo da História? Ou, pra que serve a História no currículo escolar?


Nenhum comentário: