segunda-feira, 8 de agosto de 2016

Laboratório de Estudo das Crenças e Casa de Cultura Vaca Profana promovem debate

  • Por: Assessoria de Imprensa
  •  
  • Fotos: Reprodução
Legalmente, a valorização da diversidade brasileira em termos culturais, étnicos e religiosos está assegurada na Constituição de 1988. Todavia, a realidade mostra que esses princípios ainda estão muito longe de uma vivência efetiva. No próximo sábado, dia 13 de agosto, uma discussão sobre intolerância religiosa será realizada em Passo Fundo. O debate “Não chuta que é macumba! Diversidade e intolerância religiosa em debate” estará pautado na valorização da diferença e no respeito do ser e do crer.
O encontro é uma realização do Programa de Pós-Graduação em História da Universidade de Passo Fundo (PPGH/UPF) e da Casa de Cultura Vaca Profana. O evento terá como debatedores Babalorixá Pai Bady e Ialorixá Mãe Maria da Graça e será mediado pela professora da UPF Gizele Zanotto. “O diálogo, a convivência, a compreensão e o respeito à diferença religiosa têm reflexos na nossa atuação como membros da plural e complexa sociedade brasileira. A vivência do respeito é uma prática cidadã”, aponta a professora.
O debate inicia às 16h, na Casa de Cultura Vaca Profana - Rua Moron, 1021. A entrada será uma contribuição espontânea. Outras informações podem ser encontradas no evento no Facebook.

Nenhum comentário: