domingo, 9 de outubro de 2016

MHR recebe a exposição “Onde a esperança se refugiou”

  • Por: Assessoria de Imprensa
  •  
  • Fotos: Fabiana Beltrami
Exposição segue até o dia 21 de outubro
O Movimento de Justiça e Direitos Humanos (MJDH), em parceria com o Museu Histórico Regional da Universidade de Passo Fundo (MHR/UPF), promove a exposição “Onde a esperança se refugiou”. O lançamento foi realizado na segunda feira, 26 de setembro, no espaço do Museu de Artes Visuais Ruth Schneider (MAVRS), e a exposição segue até 21 de outubro. 
 
Lançada em 2013, no momento em que se registraram os 50 anos do Golpe Militar no Brasil, a exposição apresenta o papel do MJDH no processo de resistência às ditaduras da América Latina, fazendo um recorte de tempo-espaço a partir da década de 1960 até os dias atuais, valorizando as suas dimensões históricas, políticas e pedagógicas.
Promovida pelo Movimento, a exposição tem o objetivo de levar às novas gerações informações, consciência e experimentação desse período conturbado e sangrento da história latino-americana. Organizada e dividida em cinco eixos, a mostra apresenta políticas de memória com um acervo de fotos desse período, incluindo rostos das vítimas da ditadura militar no Brasil.
 O material foi reunido a partir de um minucioso trabalho de pesquisa sobre os arquivos documentais do MJDH. A atividade demandou mais de um ano e foi desenvolvida no Arquivo Público de São Paulo e em vários arquivos em Buenos Aires, na Argentina, que forneceram material de toda a América Latina.  
 
A Mostra passou por cidades como Porto Alegre, São Paulo, Brasília, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Salvador e Recife e, agora, Passo Fundo. 
O fundador e presidente do MJDH, Jair Krischke, ressaltou a importância desse resgate para as gerações mais jovens. "Nós, brasileiros, temos uma grande dívida de memória histórica para com as novas gerações e precisamos criar uma consciência coletiva para mudar essa realidade de transição, que é interminável", afirmou.
Além de Krischke, participaram da abertura a vice-reitora de Extensão e Assuntos Comunitários Bernadete Maria Dalmolin; o deputado estadual Juliano Roso; o secretário municipal de Cultura Pedro Almeida; o vereador Alex Necker, representando o Legislativo Municipal; o presidente do Diretório Acadêmico Carlos Gomes (DACG/FAC) Erviton Quartieri; e a vice-presidente do DACG Mariah B. Teixeira, além de Flávio Enninger, da Quattro Projetos, e Ana Lidia Enninger, da Criati Eventos.
A coordenação da exposição é da Criati Eventos, a curadoria de imagens e conteúdo é da Estação Filmes e a cenografia,  da Desigual Arquitetura Criativa. A realização é do Ministério da Cultura – Lei Rouanet de Incentivo à Cultura, e, em Passo Fundo a atividade conta com recursos da Corsan e apoio da Prefeitura de Passo Fundo e UPF. A exposição tem entrada franca.

Nenhum comentário: